Nas palavras bebo das saudades que me assolam a alma!
Nas palavras alimento a minha sede de amar!




20 de setembro de 2011

Há quem diga!...

"Há quem diga que o amor é a base de tudo,
porém eles se esquecem que:

Há os que se anulam em nome do amor
e acabam abandonados.

Há os que investem tudo nos outros acreditando que serão correspondidos e vivem reclamando do egoísmo alheio.

Há os que sonham com um amor perfeito, pretendem encaixar o ser amado nesse modelo e acabam descobrindo que cada um é como é e não temos poder para mudar ninguém.

Há os que confundem paixão com amor. Não percebem que paixão é admirar no outro o que recalca em si. Quando a ilusão projectiva desaparece percebemos o ridículo dos nossos actos apaixonados.

Há os que confundem apego com amor. São egoístas que esperam do outro exactamente o que não se dão.

O amor verdadeiro nunca faz sofrer. Traz alegria, motivação e prazer, agindo sempre com seu poder de harmonizar as relações humanas

Quando ser feliz passa a ser um objectivo sério nós logo percebemos que com o amor não se brinca.”
Sónia Tavares
.

6 comentários:

A.S. disse...

Amar... implica partilha e cumplicidade! Sem isso dificilmente se consolida uma relação amorosa!


Beijos,
AL

Lua Nova disse...

Um excelente texto e é verdade, com o amor não se brinca... brinca-se com a alegria que o amor nos proporciona.
Beijokas.

Nilson Barcelli disse...

O amor é uma lotaria... há a sorte grande, a terminação e nada...
Gostei de ler o texto da Sónia Tavares, que não sei quem é...
Beijos, querida amiga Moi.

Moi disse...

AL,
É verdade implica isso de que falas, mas não chega, é preciso também manter uma certa dose de criatividade diária para fazer crescer a relação. A rotina, o desgaste, vão sempre existir quando a longevidade aumenta, e é preciso combater-los.

Beijo

Moi disse...

Lua,
Não se brinca com nenhum tipo de sentimento humano, muito menos com o amor.

Beijocas

Moi disse...

Nilson,
Não sei se concordo com a tua visão de que é uma lotaria, acho que amor verdadeiro, para durar, tem de ser construido lentamente... tem de se fazer por ele. Não existe pronto!

Beijo