Nas palavras bebo das saudades que me assolam a alma!
Nas palavras alimento a minha sede de amar!




10 de dezembro de 2012

Vazios...


Na palma da mão semeio escadas, planto caminhos, escondo medos...
Na palma da mão guardo os sonhos que o olhar vago deixa ficar no horizonte...
Na palma da mão enlaço-te a alma, frágil e doce...
Na palma da mão escrevo canções de ninar, nos mimos que dou a receber...
Na palma da mão, agarro as correntes que me prendem aqui...

8 comentários:

nikita disse...

Amiga,
Na palma da mão tentamos agarrar tanta coisa que por vezes nos escapa... e, os vazios vão preenchendo outros espaços que podem ser menos vazios...

Beijo

Secreta disse...

Na palma toda uma vida, todos os sentires!

Moi disse...

nikita,
Os espaços vazios são feitos para os preenchermos...







Beijos

Moi disse...

Secreta,
Na palma da mão temos o destino escrito, que vivemos dia a dia...








Beijitos :D

Rain disse...

Na palma da mão dizem que está o destino. Outros dizem que o fazemos nós. Talvez com palavras como as tuas. Muito bonito tanto o sentir como a imagem. Duma placidez e encanto imensos. Beijinho

Secreta disse...

É isso mesmo, na palma da mão temos o destino...escrito :)
Tem um bom fim de semana! Beijito.

Moi disse...

Rain,
Muito obrigado pelas tuas palavras!
O destinho está em rascunho, a passa a denitivo quando representamos o papel principal.





Beijos

Moi disse...

Secreta,
Dizem os entendidos que na palma da mão as linhas mostram tudo... mas falta lá as emoções... essas vivemo-las nós em cada momento!






Beijo grande em ti