Nas palavras bebo das saudades que me assolam a alma!
Nas palavras alimento a minha sede de amar!




5 de outubro de 2011

No jardim dos sonhos...


(Re)invento-me!


... numa palavra ouvida, sentida...
... num som pela alma atravessado...
... num gesto desenhado pelos meus dedos...
... num olhar algures perdido...
... numa estrofe escrita, rimada...
... num gole de ar inspirado...
... num cheiro recordado na memória...


Perco-me...

... no assobio do vento!
... de olhos fechados!

14 comentários:

Lost Soul disse...

bonita imagem!


beijo

Moi disse...

Lost,



^_^


Beijoooooooo

Enigma disse...

Olá querida Moi,

Doce querer, uma poesia suave e sensível. Parabéns! Saudade de vc lá no blog. Bjs!!

Moi disse...

Enigma,
Obrigado!
São momentos...



Beijo!

Irina disse...

Lindo poema, excelente imagem =)

Mil pétalas...

Moi disse...

Irina,
Obrigado!

Vejo que já consegues comentar! Esta cena dos virus deixou muitos comentários suspensos por aí.



Beijocas :)

A.S. disse...

Todos os dias nos (re)inventamos!
Todos os dias nos perdemos!


Beijos meus,
AL

Moi disse...

AL,
É verdade, todos os dias é um novo dia.


Beijos

chrysaliis disse...

:) gosto!

Beijos!!

Moi disse...

Chrys,

Há quanto tempo não te via por aqui! :)



Beijos
Bom fim de semana

Amapola disse...

O planeta perdeu muito.
Que Deus o tenha.

Um grande abraço.

Moi disse...

Amapola,
Comentaste no post errado, mas o planeta perdeu a pessoa que sabia algo, via um passo mais à frente que os demais... e fico por aqui.


Beijo

. disse...

Mesmo de olhos fechados com vento não perco os cheiros………

Moi disse...

António,
Bem vindo!
Pois não, ficamos sempre com os aromas espalhados pelo vento...



Beijo